quarta-feira, 11 de março de 2009

*Ela:

Quero que você seja como você é. E do jeito que você seja, seja o jeito que eu sou. Seja assim, como você costuma agir. E eu, não serei nada mais além de mim. Serei eu, em toda a minha perfeição e imperfeição, passionalidade e impaciência. Comunhemos isso. Seremos dois em um. Ontem tudo pareceu perdido e eu escrevi isso para você, na esperança de encontrar o que eu não sabia. Me apaixono a cada dia com a possibilidade de me apaixonar novamente. Desse jeito seu, só seu. Da sua voz calma, tranquila. Do seu jeito engraçado de falar com suas maozinhas.De olhar no olho de forma doce e eu perceber seus olhos de azeitona.É isso! Quero que você seja como você é. Sem falsificar nada. Sem esconder nada. Porque no futuro é muito mais estranho descobrir aquilo que ficou oculto, mesmo num sentimento sincero, feliz.
Quero que você venha me buscar e me leve para onde você quiser. Mas agora não dá. Tenho pilhas de trabalho e a noite fica muito tarde pra você. Amanhã você precisa levantar muito cedo. Enfim, paciência. Mas queria te conhecer melhor, e isso aqui tá muito pequeno diante tanta aflição e ansiedade. Mas eu sou assim, não adianta. Irei honrar nosso compromisso. Serei sempre eu, e irei expor todas as minhas mazelas. Juro que deixaria tudo como está. Juro que iria agora, com a roupa do corpo, nem fecharia as portas, nem apagaria as luzes. Iria onde você estivesse, mesmo que fosse preciso atravessar a cidade alagada, mesmo que fosse preciso pegar a ponte aérea. Atravessar pontes, lodos, dunas e areia movediça.

(começa a sair fumaça branca do teto. ela começa a falar tudo mais rápido)

Ficaria aqui te escrevendo toda uma poética, mas nesse caso não é possível te entender, nos entender, através de todo um sentimento normativo. Sei que agora me sinto diferente.Não é uma febre, uma dor de cabeça, ou cãimbra em todas as partes do meu corpo. É tudo isso junto e um monte de coisa que não sei o que é.
Ainda é cedo para amanhã. Prometi te ligar. Quero que o amanhã chegue, tempo. Quero dormir para o amanhã chegar logo. E dormir e sonhar e lembrar e profetizar tudo aquilo que acredito que seja do nosso domínio, do nosso direito. Quero tudo aquilo que esteja em meus sonhos, por mais surrealistas que sejam. Quero ser clichê, melosa, idiota, metida a poeta. Quero ser eu, em todas as minhas instâncias.

(ela adormece. cai a luz)

*(Rafael e/ou Joana)

6 comentários:

Rafael Rodriguez disse...

.ou os dois.

Cynthia Oliveira disse...

Querido amigo,
E é o que eu mais quero que aconteça para os que amo e para mim (a quem tbm amo, tem que se amar, né?!). Que aconteça o que de melhor houver no mundo!!!!!!!!! Sempre e tanto, que mal haja espaço para qq outra coisa que não seja, simplesmente, maravilhosa. ÓBVIO, que desejo isso pra vc também, pq o que sinto por vc tá lá no campo do amor!!!!!!!!
E viva "La Vieira".
bjs.

Cynthia Oliveira disse...

Jà que não tem post recente, vai no antigo mesmo.
Aparece, fique a vontade, essa casa (blog) é sua!
bjs,

Cynthia Oliveira disse...

Isto está ficando ridículo (rs.). Sinto saudades de seus escritos, então venho aqui e escrevo no mesmo post algum comentário pra você saber que sinto saudades de você. E quero saber do seu sorriso, como anda. Se está tudo bem com o peito que bate-bate. Se o verde do alecrim anda colorindo sua sala, sua fala. Aparece! Hoje estou numa felicidade que dá gosto, porque hoje conheci um anjo que me ensinou que devo me amar de verdade, cortei meu cabelo eu mesma, e aprendi outras coisas, e é bom aprender! Aparece, querido amigo, pois é bom ver você aqui, vivo, nesse espaço que é seu, e que, por isso mesmo, precisa de você. bjs,

Aline Miranda disse...

ahhhhhhhh o gran papel!!

Aline Miranda disse...

eu quero cantar.